Requinte Perfumarias

Gostaria de saber sobre um dos métodos mais modernos de depilação a laser?

#O que é o laser alexandrite?

O laser alexandrite é uma tecnologia de depilação que conta com um comprimento de onda de 755 nanômetros. Possui alta afinidade com a melanina e é capaz de penetrar até a derme média. Em outras palavras, atinge uma boa profundidade da pele e pode tratar, além de pelos escuros e “comuns”, os superficialmente enraizados, finos ou claros também.

Para o tratamento ser bem-sucedido, o pêlo deve estar em fase de crescimento (fase anágena), devido à maior concentração de melanina e contacto com o folículo piloso. No entanto, os pêlos não se encontram todos na mesma fase, o que explica a necessidade de várias sessões para a remoção completa dos pêlos.

# Como funciona o laser alexandrite?

O laser alexandrite funciona com o mecanismo de fototermólise selectiva, que é a concentração de energia em um determinado foco. Este foco é a melanina que constitui a haste do fio, colorindo o pelo.

Sendo assim, a luz do laser, ao emitir a energia, provoca uma espécie de “dano térmico”, diminuindo a capacidade do folículo em gerar novos pêlos, dependendo do organismo e da quantidade de sessões – eliminando-os de vez.

Também é importante frisar que esse método não prejudica a pele ao redor da aplicação, pois é o pelo que irá absorver toda a energia.

# O tratamento com o laser alexandrite dói?

Um dos principais diferenciais do laser alexandrite é que há uma combinação do comprimento de onda mais curto que os demais tratamentos e acrescido do arrefecimento simultâneo nos  disparos. Ou seja, a cada disparo do equipamento, o arrefecimento gela a pele e proporciona uma sensação de anestesia, enquanto se faz o tratamento para eliminar o pelo.

# O tratamento é indicado para que casos?

  • Pseudofoliculite;
  • Hipertricose – que é o crescimento excessivo de pelos;
  • Remoção de pêlos mais claros, superficiais ou finos, inclusive em áreas do rosto;
  • Hirsutismo – excesso de pelos em mulheres, decorrente a um provável desequilíbrio hormonal, provocando um aspecto masculino em áreas que geralmente não possuem pelos;
  • Foliculite na fase não inflamatória;
  • Cisto pilonidal frequente
  • Histórico familiar de hipertricose e cisto pilonidal.

# Quais as áreas do corpo podem ser tratadas com o laser alexandrite?

O tratamento é muito eficaz especialmente para os pelos claros e finos do rosto, mas pode tratar praticamente todas as outras áreas do corpo. Como peitoral, pernas, virilha, costas, axilas,  braços, nádegas, grandes lábios, mãos, pés, ombros, abdómen, etc.

# Quais as vantagens do laser alexandrite?

O tratamento possui muito mais vantagens do que desvantagens. Entre os principais benefícios, estão:

  •  A sessão é rápida, precisa e segura;
  • Os resultados são duradouros;
  • Os efeitos colaterais são mínimos ou praticamente nulos;
  • Trata dos problemas de foliculite;
  • Não possui muitas contraindicações;
  • O tratamento é um pouco longo, devido à quantidade de sessões necessárias e intervalo entre as mesmas. Geralmente são necessárias em médias 6 ou 7 sessões.

# Quais os resultados do laser alexandrite?

Como referimos anteriormente, além de tratar pacientes que sofrem com foliculite e excesso de pelos, é possível eliminação total (ou quase que total) ao final do tratamento, perceber o enfraquecimento do pelo  e a sua velocidade para crescimento, a partir das primeiras sessões.

Tem no nosso espaço alguns combinados de laser alexandrite disponíveis no nosso espaço, veja na secção beleza!

 

 

 *****************

v

At vero eos et accusamus et iusto odio dignissimos qui blanditiis praesentium voluptatum.

Reset Password